sexta-feira, 14 de junho de 2013

PROGRESSÃO PENITENCIÁRIA


CENTRO DE PROGRESSÃO PENITENCIÁRIA "PROF. NOÉ AZEVEDO" DE BAURU


         A estrutura predial do Centro de Progressão Penitenciária "Prof. Noé Azevedo" de Bauru, foiconstruída na década de 1940, para abrigar a Escola Prática de Agricultura "Gustavo Capanema". Em 12 de julho de 1955, o então governador do estado, Jânio Quadros, transfere os bens, os prédios e respectivas dependências, para Secretária da Justiça para a instalação do Instituto Penal Agrícola.

           Em 1973 a unidade passou a denominar-se Instituto Penal Agrícola "Prof. Noé Azevedo" de Bauru. O homenageado, Professor Noé Azevedo, exerceu porvárias décadas a função de membro do Conselho Penitenciário, constituindo-se num dos precursores da implantação dos estabelecimentos penais abertos em nosso país.

clique na imagem para Zoom
         Já em agosto de 2011, teve sua denominação e organização alterada passando a ser denominado Centro de Progressão Penitenciária- (CPP) "Prof. Noé Azevedo" de Bauru.

         Atualmente o CPP possui uma área total de 6.599.660,00 m2, em um complexo dividido em três pavilhões habitacionais e subdividido em 16 alojamentos, com capacidade para abrigar 1.119 reeducandos do sexo masculino. O pavilhão escolar conta com seis salas de aulas, uma sala de áudio e vídeo, uma sala de artes e uma biblioteca. Conta ainda com o setor industrial, pocilga, estábulo, horta, oficina mecânica, dois tanques destinados à piscicultura, pomar e paisagismo.

clique na imagem para Zoom
         Além das atividades de manutenção interna e agrícola, os reeducandos também exercem atividades de prestação de serviços às empresas privadas e públicas, mediante remuneração.

         As atividades agropecuárias desenvolvidas na unidade estão voltadas para a criação de gado de corte, caprinos, peixes e cultivo de verduras, café, milho, frutas (goiaba, maracujá, coco, caqui, laranja, limão, entre outras), eucalipto e mudas em geral.