segunda-feira, 21 de outubro de 2013

PENITENCIÁRIA “DR. WALTER FARIA PEREIRA DE QUEIRÓZ” DE PIRAJUÍ

       Inaugurada em 11/10/1978 planejada para ser unidade “modelo”, possui alambrados no cerco de segurança, vidros laminados nas janelas e visores das celas, no lugar das tradicionais grades.     


  Foi construída com quatro Pavilhões Habitacionais, com 125 celas individuais cada, o que a capacitava a uma população limite de 500 presos.

       O estilo de sua estrutura física é conhecido como “Espinha de Peixe”, possuindo uma área construída de 34.932 m². No Pavilhão Industrial, foi instalada a Indústria de Móveis Escolares administrada pela FUNAP – Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso, com a contratação demão de obra exclusiva de sentenciados da unidade prisional.


       Essa Indústria produz cerca de 600 conjuntos, compostos de cadeira e carteira escolar. Atualmente a unidade mantém diversas atividades produtivas e laborterápicas, como: cultivo de hortas, criação de animais - porcos, coelhos e carneiros – alfaiataria e padaria, dentre outros, cuja produção é totalmente absorvida pela própria unidade. 


       Em experiência recente, a reprodução e criação de peixes em tanque permitiu a doação de cerca de 600 peixes à ETEC – Escola Técnica Agrícola do Instituto Paula Souza, instalada em fazenda do vizinho município de Cafelândia.


       Atualmente, a população carcerária está em torno de 1554 presos divididos em: 04 pavilhões habitacionais com 125 celas individuais; 01 pavilhão disciplinar com 20 celas individuais; 01 pavilhão de saúde com 20 celas individuais e setor de inclusão com três celas, com capacidade para quatro presos.