segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

MUSEUS PELO MUNDO

FORTE PAULO E PEDRO, PRISÃO TRUBETSKOY – 
SÃO PETERSBURGO, RÚSSIA.

  A exposição é dedicada à história da principal prisão da Rússia czarista.
  Prisão Trubetskoy Bastion construída no território da Fortaleza Paulo e Pedro, nos anos 1870-1872 pelo engenheiro KP Andreeva e MA Pasypkina.  Os presos estavam sob o controle de órgão supremo da investigação política Russa a “III Divisão” (mais tarde, o Departamento de Polícia). Na Prisão Trubetskoy Bastion foi criado sistema estrito de confinamento solitário, seu propósito era o completo isolamento de presos do mundo exterior e dos outros presos. Originalmente na prisão havia 73 celas individuais que em 1878 foram reduzidas para 69.

Durante a existência da prisão passaram por ela mais de mil prisioneiros. Ali foram presos muitos líderes políticos, artista e escritores como Piotr Kropotkin e os escritores Fyodor Dostoevsky, Maxim Gorky, além de Leon Trotsky e AL Parvus. Oficialmente a Prisão Trubetskoi foi fechada em março 1918. Mas, apesar disso, o edifício foi utilizado para fins de prisão até 1921. Seus últimos prisioneiros foram membros da rebelião de “Kronstadt”.

A exposição conta a história da prisão Trubetskoy, sobre o destino dos prisioneiros que passaram por suas celas. Uma seção separada é dedicada a prisioneiros da era soviética. Material de arquivo, fotografias, layouts, multimídia, áudio relatando a memórias dos presos e, é claro, as paredes originais, câmaras, corredores da prisão contam de forma eloquente sobre o passado terrível do lugar. Celas restauradas do período 1870-1917 servem como modelo para reconstruir no imaginário do visitante a vida na prisão.